El Rincón del Poeta

Memória
Pedro Du Bois
Pelo vão da porta
insiro a memória
cobro pela entrega
o gesto
desprendido do envelope
sob a porta
envelopo a série
e na espera tenho
a sequência mnemônica
dos atrasos
a companhia alarma a casa
e sobre o assoalho
repousa a prova na memória
avivada dos extremos.
Nota: envíe sus poemas a culturalibrosyletras@gmail.com –
revistalibrosyletras@gmail.com y pedimos el favor que estos no sean tan
extensos; máximo 30 versos.

Deja un comentario